18
out
09

DEXTER – Uma análise “diferente”

O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS!!

—————————————-

Acredito que a maioria de vocês devem conhecer a série DEXTER, mas, para quem não conhece, vai aqui um resumo do que se trata: “Dexter conta a história de Dexter Morgan, um assassino em série que trabalha como analista forense especialista em padrões de dispersão de sangue, no departamento de polícia de Miami.” Então… tendo o descrito acima como “base” eu imaginava Dexter como uma série “ultra-fodônica cheia de assassinatos, sangue, perseguições, puzzles e etc”. PORÉM…. (sempre tem um porém), apesar da “proposta” não foi bem isso o que aconteceu… Confesso que já fazem alguns anos que eu tenho vontade de assistir Dexter mas nunca bateu aquele “bônus” na vontade que realmente me fizesse assistir… até uns 10 dias atrás, quando (na falta de novos episódios das séries que eu acompanho) o “bônus” meio que apareceu e peguei logo todas as temporadas pra não perder o ritmo e já assisti tudo. Então… acho que o que me levou a escrever isso foi o nível de decepção que Dexter me causou com o passar dos episódios, não estou dizendo que não gostei da série, pelo contrário, eu gostei (e pretendo continuar assistindo), mas, esperava muito mais (ou pelo menos uma direção diferente) do que foi mostrado, enfim.. Eu esperava algo com um ritmo mais “acelerado” por assim dizer, sem contar com mais ação do lado “perverso” do nosso “querido” serial killer. Mas qual foi minha surpresa quando ví que cada episódio além de longo (50min) anda a passos de tartaruga quase que o tempo todo, extendendo os crimes cometidos pelo Dexter em verdadeiras sagas de fazer inveja ao Senhor dos Anéis (o livro – estão precisando pegar algumas aulas com Burn Notice e Lost), sem contar as delongas com os outros casos que ele tem que resolver e etc (isso é que é caça-níquel).

Um pouco sobre os personagens:

——————————-

Dexter Morgan

A imagem que passam dele é que ele é O cara, mata mesmo, não tem sentimentos e nem balança o bingulim depois de ir ao banheiro. Mas com o passar do tempo ele se mostra totalmente confuso e dividido se sái ou não do armário (no sentido serial killer da coisa). Assistiu sua mãe ser assassinada com uma serra-elétrica (delicado, não?) (e não se lembra de nada deste episódio para trás) quando era criança (3 anos?) e após isso foi adotado por um polícial (Harry), que, percebendo sua lijeira queda para o lado serial killer da coisa, se tornou seu tutor e o ensinou a matar, se livrar das evidências e etc, bem como o instruiu a apenas usar seu “vício” contra criminosos que se encaixassem no “código do Harry”. Dexter é namorado de Rita (que possui 2 filhos de outro casamento). Com o tempo seu comportamento vai ficando mais “humano” (o que deixou uma boa parte dos fãs insatisfeitos), principalmente depois que ele descobriu seu irmão (Ice Truck Killer) e recuperou sua memória. No final da 3a temporada ele se casa com a Rita e eles tem um filho.

——————————-

Rita Bennet

Namorada/Esposa do Dexter. A imagem que ela passa no começo é de “mulher de malandro”, ex-esposa de Paul, o cara aparentemente a tratava como bem entendia, lhe descia a porrada e a estuprou mas mesmo assim ela ainda teve 2 filhos com ele e não tomava uma atitude contra e só fez algo já no final do relacionamento. Fazia questão de deixar claro o tempo todo (ou quase) que não ia pra cama com Dexter porque estava traumatizada pelo estupro e tals (não que Dexter realmente tivesse se importado com isso, já que ele tava mais interessado era em coletar mais vítimas pra sua coleção e o seu relacionamento com ela era mais de “aparência” do que tudo – pelo menos no começo) mas isso não foi problema algum para Dexter, pois o mesmo era mais compreensivo e paciente do que tudo (homens, aprendam!). Continuando… após alguns episódios acho que ficaram sem ter o que escrever e resolveram curar o trauma dela e ela começou a chamar o Dexter pra sua casa quase todas as noites – precisa nem dizer o quão clichê e chato isso ficou, pois eram situação que não contribuíam em NADA com a história. Era algo +- assim… Dexter tava lá fatiando suas vítimas aí o telefone tocava, era a Rita e ele só falava “vem”, aí ele falava “vou”, aí 10min depois ele já havia terminado o serviço com sua vítima, dado um sumiço no corpo – detalhe, ele jogava os corpos no mar com uma lancha – e já tava furunfando na casa da mulher (booooa roteiristas!). Ah! .. Rita também tomou um par de cornos do Dexter (quando esse percebeu que sexo era melhor do que sair fatiando machos barbudos por aí) mas depois o perdoou e tudo seguiu como se nada tivesse acontecido (mais 1 ponto para o clichê).

——————————-

Maria LaGuerta

Trabalha com Dexter e é uma vagabunda xD, simples assim. No começo acho que o povo não sabia direito o que fazer com ela, era CHATA (só dormia de calças), até que começou a dar pra uma galera (Doakes, pro noivo de uma mulher que assumiu o lugar dela por alguns episódios – cornos mode ON – e depois pro Angel), além de as vezes parecer que tá dando em cima do Dexter também. Com o passar do tempo (ou dos parceiros) ela foi ficando mais “de boa”, parou até de encher o saco da Debra o tempo todo e sem motivo.

——————————-

Debra Morgan

Irmã do Dexter (também trabalha com ele) e disputa diretamente o título de vagabunda com Maria LaGuerta. Assim como Maria seu lema é “caiu na rede é peixe”. Pegou o serial killer conhecido como “Ice Truck Killer” (que por sinal era irmão de Dexter) e quase foi morta por ele. Depois pegou um cara que conheceu na academia. Pegou um agente do FBI que tinha quase o dobro de sua idade. Tá pegando um informante da polícia e ainda soltou umas indiretas de que pegaria uma outra mulher lá do departamento (se ainda estivesse nos tempos da faculdade) – tá certo que essa indireta foi mais piadinha da parte dela mesmo devido à um favor que a outra fez pra ela, mas, falou tá falado /xD. Outra característica de Debra é sua boca levemente suja, pra cada 10 palavras que ela fala umas 5 no mínimo é fuck (sem contar o resto). Se houvesse alguém com a deixa “oh my fucking fuck”, esse alguém seria Debra. Antes que eu me esqueça, também é meio sem noção, o apelido de “manda mal” também lhe cairia bem.

——————————-

James Doakes

Também trabalha com Dexter e não passa de um **zão bombadinho metido a “maioral”. Cria confusão com Dexter o tempo todo passando a imagem de “O cara” mas na verdade se borra todo do jeito do Dexter. Já deu uns péga na Maria (não lembro agora se ficou explícito que ele pegou mesmo, mas, do jeito que ela é rodada pegou sim). Caiu direitinho no jogo que o Dexter tava fazendo para ele ser suspenso/expulso da polícia e depois ainda o incriminou fazendo todo mundo pensar que ele foi o responsável pelas mortes do Dexter (quando encontraram os corpos no mar). Tomou uma das cabeçadas (do Dexter) mais lindas das séries de TV (voltei umas 3x pra ver de novo). No final virou churrasquinho e bateu as botas.

——————————-

Angel Batista

Não tenho muito o que falar sobre Angel, pra variar também trabalha com Dexter e é um cara é tranquilo. Já pegou a Maria, Barbara (essa ele conheceu quando foi pegar uma prostituta na rua) e Lila (essa o Dexter também pegou). É separado e tem uma filha.

——————————-

Vince Masuka

Vince também trabalha com Dexter (novidade…) e é o cara mais zoado do departamento. É um tarado/pervertido nato, só pensa em putaria, só faz piadinha sem graça e nas horas erradas, vive dando em cima da Debra (e sempre tomando toco dela – e, possivelmente, disputa o título de “manda mal” com a ela). Com exceção de Dexter o resto do pessoal não vai muito com a cara dele.

——————————-

Ramon Prado

Ramon tem um puta jeito de corno revoltado. Perdeu os dois irmãos (mortos por Dexter), e começou a dar ataque de xilique. No final das contas Dexter não deu cabo dele… mas ele foi preso.

——————————-

Yuki Amado

Não se sabe muito sobre Yuki (só que ela tem cara de fuinha). Trabalha na corregedoria e só aparece colocando Debra contra a parede pra tentar descobrir alguma coisa sobre Joey Quinn (parceiro de Debra) – ela o está investigando.

——————————-

Joey Quinn

Caiu de para-quedas na série, é parceiro de Debra e está sendo investigado por Yuki (parece que ele subtraiu uma $$ ae de um caso). Só sabe dar uma de “bad boy” (principalmente pra cima de Dexter), mas com o passar do tempo vai ficando mais “de boa”. Ainda não fez nada demais.

——————————-

Frank Lundy

Agente do FBI que apareceu para trabalhar no caso do ITK (Ice Truck Killer). Deu uns péga na Debra (ou melhor, ela deu uns péga nele) e depois terminou com ela quando o caso foi encerrado. Dexter era seu “favoritinho” (o que deixava Debra com ciúmes). Sumiu do mesmo jeito que apareceu e agora re-apareceu como agente aposentado atrás de um serial killer (Trinity). No fundo (tirando a Debra) ninguém suporta muito a presença dele (principalmente Dexter).

——————————-

Harry Morgan

Pai adotivo de Dexter. Era policial e trabalhou no caso da morte da mãe de Dexter. Suicidou-se após ver Dexter matar uma de suas vítimas (a pressão foi demais para ele). É o morto mais vivo que eu já ví, aparece mais do que alguns personagens (vivos) da série, vive aparecendo tanto em flashbacks como na forma do subconsciente de Dexter lembrando-o de algumas coisas. Teve um caso com a mãe de Dexter.

——————————-

Laura Moser

Mãe de Dexter, foi esquartejada na frente de seus dois filhos (Dexter e Brian). Ex-traficante, morreu porque descobriram que ela virou informante da polícia. Teve um caso com o policial que trabalhava com ela (Harry).

——————————-

Brian Moser

Irmão de Dexter, Brian era também conhecido como ITK (Ice Truck Killer). Foi o primeiro serial killer que eles investigaram. Suas vítimas tinham o sangue todo drenado, depois eram fatiadas em alguns pedaços e expostas “montadas” em algum local público. As pistas que deixava eram todas indiretas para Dexter. Deu uns péga na Debra (que quase virou vítima dele) e tentou fazer Dexter se unir a ele mas não deu muito certo. Foi morto (por Dexter) de forma que parecesse suicídio, tendo todo o sangue drenado).

——————————-

Lila West

Era a “madrinha” do Dexter na reabilitação, não fez lá grandes coisas, apenas deu pra ele, depois deu pro Batista (e o tentou incriminar), tacou fogo na própria casa e já de final matou Doakes estava num cativeiro (colocado lá por Dexter). Fugiu para Inglaterra mas isso não foi o suficiente, Dexter foi atrás dela e a “silenciou” pois ela “sabia demais”. Lila não passava duma vagabunda desequilibrada (me lembra uma certa pessoa em alguns momentos).

——————————-

Miguel Prado

Um promotor que acaba virando amigo de Dexter. Possui pensamentos parecidos com o de Dexter mas por sua vez não segue um código (no caso o código de Harry) e acaba matando pessoas “inocentes”. Dexter não tem outra saída a não ser dar fim nele. É irmão de Ramon e (acredito eu que) também deu uns péga na Maria.

—————————————————————————————————————————-

Por enquanto é isso pessoal, os outros personagens não tem tanto destaque assim mas depois eu vou atualizando aos poucos.

Anúncios


Categorias

outubro 2009
D S T Q Q S S
    nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Links

nagash @ deviantart
Corrida da Cerveja da Capital

  • 98,764 hits

%d blogueiros gostam disto: